Login

Cadastre-se

Publicado por

De blocos de nota à produção em série: conheça a história da Agenda Andorinhas

1 de outubro de 2018 | 0 Comentários

Ubá, MG – A Andorinhas (Associação Ubaense de Saúde Mental – Artes e Culturas) lançou no final do mês de setembro a edição 2019 da Agenda Andorinhas, a mais nova edição de um projeto de produção de agendas desenvolvido com o propósito de angariar fundos para a manutenção da entidade, a partir da comercialização de exemplares.

A edição 2019 da Agenda Andorinhas traz em sua capa a fotografia da fachada do Museu Gymnasio São José, em Ubá. O registro da imagem foi feto por Antônio de Pádua, participante de uma oficina de fotografia promovida pela Andorinhas. A edição atual da agenda ainda traz em seu interior outras fotografias de demais participantes do projeto Observa-dores.

A nova agenda lançada pela entidade e oferecida ao público pelo valor de R$ 30,00 corresponde a uma quarta edição de um projeto iniciado em 2016, por meio de uma iniciativa que começou quase que por acaso. É o que conta a enfermeira e associada Sônia Márcia de Abreu, ao recordar o momento em que surgiu a ideia de produzir agendas.

Sônia conta que foi fazer uma palestra sobre reabilitação psicossocial para estudantes de medicina “e a gente tinha levado bloquinhos de anotação que era feito de maneira artesanal por pacientes do Caps II”. Os bloquinhos eram comercializados a preços simbólicos.

A enfermeira diz se recordar bem de um diálogo. Era primeiro semestre de 2015, na Fagoc (Faculdade Governador Ozanam Coelho), em Ubá. Sônia relata: “um dos alunos de medicina me disse: ‘vocês não têm agenda, não?’. Eu disse: agenda não, mas tenho bloquinhos”.

O estudante, no caso, teria respondido à Sônia: “vocês tinham que ter agenda e pedir pra faculdade patrocinar. A gente merecia uma agenda e dada de presente pela faculdade”, conforme relato da enfermeira.

Sônia então saiu da palestra com a ideia de produzir agendas, “só que no formato artesanal”. “Pensamos de cara, de fazer quatrocentas no formato artesanal. Na hora de fazer, decidimos que era mais fácil produzir as agendas numa gráfica e em série”.  Foi o que ocorreu.

A primeira edição sairia em um intervalo curto, com comercialização feita no mês de dezembro e com um diferencial já assimilado pelo público: cada edição traz um tema de capa destacado. Artes plásticas, exclusão social, racismo e poesia já foram destaques do projeto.

“Hoje, as pessoas perguntam antes da gente começar a produzir. Querem saber quando e qual tema será destacado em nossa agenda”, diz Sônia, sem esconder a satisfação de ajudar na manutenção de projetos e ações de inclusão social, por meio da arte, cultura e economia solidária de pessoas com transtorno mental e que fazem uso abusivo de drogas.

As capas de agendas já produzidas pela Andorinhas. (Foto: Aline Gabriel)

Serviço e utilidade

Para adquirir um ou mais exemplares da Agenda Andorinhas 2019 e ajudar na manutenção da entidade e de projetos culturais e ações de reabilitação psicossocial em benefício da dignidade humana, do respeito e da cidadania dos próprios associados-pacientes, basta visitar a sede da Andorinhas, localizada na Rua Monsenhor Paiva Campos, 143, centro de Ubá ou entrar em contato com os seguintes números de fones: (32) 9 8469 0061, (32) 9 9978 0616, (32) 9 8839 2326,  (32) 9 8855 2236; falar com Sônia, Fernanda, Stéfano e Geísa, respectivamente.

______

Assessoria de comunicação Andorinhas

Foto de destaque: Aline Gabriel

SobreAdministrador

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.