Login

Cadastre-se

Publicado por

Entre Ruas e Pincéis – 6ª Exposição Acontecerá em Leopoldina e Equipe Faz Avaliação Positiva do Projeto

6 de dezembro de 2021 | 0 Comentários

Entre Ruas e Pincéis é um projeto de reinserção social que está sendo realizado pela Andorinhas – Artes e Culturas (Associação Ubaense de Saúde Mental), patrocinado pelo Fundo Estadual de Cultura do Governo de Minas Gerais. Recurso adquirido através do edital FEC 2017, protocolo 2018.12.0239.

O projeto teve início em abril deste ano, visando a reinserção social através da arte e cultura de pacientes dos serviços de saúde mental de Ubá e região. Na última quarta-feira, 1 dezembro de 2021, a coordenadora do projeto Sônia Márcia de Abreu e Fernanda de Freitas Parma Bórtoli, estiveram reunidas com a equipe de apoio para uma avaliação, principalmente das exposições que vem acontecendo ao longo desse ano. Os demais participantes Flávia Alves, Welerson Carneiro, Geísa Tavares, Aline Gabriel, Wantuil Andrade e Andrêssa Tebas puderam pontuar algumas observações importantes, o que contribuirá para uma melhor organização das próximas exposições, otimizando o tempo e envolvendo mais voluntários e os próprios pacientes/beneficiados pelo projeto. Questões referentes ao trabalho em equipe e a organização que antecede os dias de eventos também foram discutidas e redefinidas algumas funções para que cada vez mais possamos trabalhar com excelência, ética e respeito.

Foram avaliadas questões pertinentes ao desenvolvimento das oficinas e as exposições, e o feedback se mostrou bastante positivo. Sobre o que a equipe vem observando ao longo do desenvolvimento das oficinas de pintura, tem-se notado maior interesse e comprometimento por parte dos associados em estar participando tanto das oficinas quanto dos eventos de exposição. Além disso, pela primeira vez, foi possível perceber um interesse das comunidades locais e dos gestores em estar nas aberturas dos eventos e se disponibilizarem para parcerias.

Outro ponto importante observado foi a inclusão da apresentação do coral no projeto, pois tem trazido mais emoção e afetividade ao momento. Assim como o registro feito pelos participantes das oficinas de fotografia tem trazido mais fortalecimento e deixado o grupo mais coeso.

Os vários relatos positivos dos apreciadores, pacientes e equipe, vem ao longo desse tempo transformando o olhar de um cuidado apenas clínico para um cuidado ampliado e holístico que compõe outras formas de cuidar, tendo para isso recurso que a arte, cultura e criação subjetiva nos oferece.

Em suma, este projeto é extremamente importante e necessário para a Andorinhas e seus associados/pacientes, e tem uma grande possibilidade de continuidade pela atuação positiva que exerce na reinserção psicossocial.

SobreAndrêssa

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.