Login

Cadastre-se

Oficina de culinária

Data 24 de setembro de 2018

Conscientizar e promover a reflexão coletiva dos associados sobre a relação entre culinária, prazer, saúde e cultura e sobre qual a importância dos alimentos bem como cuidados de higiene dos alimentos e pessoal. Durante a realização da oficina, os participantes estarão equipados de luvas, toucas e aventais para que possam manusear os alimentos/ingredientes das receitas então preparadas. Assim, pode-se vivenciar o ato de experimentar novas receitas, sabores, aromas e texturas além da interação social, com vistas a uma reinserção no mercado de trabalho.

Propósitos:

– A atividade tem finalidade terapêutica de cozinha experimental, com o objetivo de trazer para o cotidiano dos associados receitas da culinária local, além de orientação quanto ao preparo dos alimentos, higienização pessoal e do ambiente a ser utilizado.

– Proporcionar a interação dos associados (trabalho em equipe) e resgatar as lembranças afetivas muitas vezes perdidas, melhorar a autoestima e redescobrir os sentidos das coisas.

– Efetivar a Andorinhas como espaço de alta expressão artístico/cultural que potencializa e valoriza o protagonismo de cada sujeito, proporcionando formas de inserção social, tendo a arte como uma possível geração de renda;

– Contribuir com o processo de crescimento artístico/cultural das cidades de Ubá e região, estimulando a consciência social e despertando na comunidade o desejo de apoiar projetos como esse oferecido pela Andorinhas.

Público-alvo:

Pessoas com idade acima de 18 anos com sofrimento mental, que fazem uso ou abuso de álcool ou outras drogas e realizam tratamento na rede pública de saúde, independente da sua orientação sexual.

É as oficinas são abertas ao público-alvo e sem custo monetário (como cobrança de mensalidades). Contudo, é necessário que os participantes estejam em tratamento em algum serviço de saúde mental do município de Ubá ou da microrregião de saúde abrangente: Ervália, Coimbra, Visconde do Rio Branco, Guiricema, São Geraldo, Brás Pires, Senador Firmino, Dores do Turvo, Divinésia, Presidente Bernardes, Tocantins, Rodeiro, Guidoval, Rio Pomba, Guarani, Piraúba, Mercês, Silverânia, Tabuleiro.

Acessibilidade e democratização:

A execução da oficina ocorre em espaço aberto ao público-alvo. O local é acessível e com rampas, banheiro amplo e sem escadas. As receitas desenvolvidas poderão ser comercializadas em feiras de economia solidária e eventos em geral; o valor adquirido com comercialização é usado para compra reposição de ingredientes.

Acesso sem custo mensal para os associados, além de toda decisão ser conversada em assembleia com os associados beneficiados e que participam das oficinas desenvolvidas.

Metodologia:

A oficina ocorre uma vez por semana, com carga horária de 3 horas. No início de cada mês é realizada uma reunião e se coloca em discussão quais receitas que serão desenvolvidas – será preparado um cardápio para a oficina e terá a contribuição de cada associado visando a integração e o trabalho em equipe.

Número de participantes:

Entre 4 e 10 associados beneficiados.

Carga horária:

Período de 3 horas semanais, turno da tarde, totalizando 12 horas mensais. Duração de 12 meses.

Local de realização:

Sede da Andorinhas (AUSM – Associação Ubaense de Saúde Mental – Artes e Culturas): Rua Monsenhor Paiva Campos, 143 – Centro, Ubá.

______

Assessoria de comunicação Andorinhas

Foto/Montagem: Reprodução