Login

Cadastre-se

Publicado por

Oficina realizada com pacientes do CAPS AD III ensina bordado em ‘ponto corrente’

13 de dezembro de 2018 | 0 Comentários

Ubá, MG – Há um pouco mais de um mês a rotina se repete para um grupo de pacientes do CAPS AD III (Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e outras drogas), que se reúne periodicamente para participar de uma oficina de artesanato.

Eles se reúnem todos os dias da semana ao redor de uma mesa de porte médio, da qual se ocupam para bordar tecidos. Na terça-feira 11 de dezembro eram dez deles, vindos de Visconde do Rio Branco, Tocantins, Rodeiro e de bairros de Ubá.

“Surpreendentemente são homens em sua maioria e que põem muita mulher no chinelo”, disseram em tom de bom humor a instrutora Joyciele Hilário, sobre o fato da prática do bordado ser associada a um ofício exclusivo para mulheres.

As mulheres, no entanto, tem representação na oficina realizada no CAPS AD III: Bruna de Araújo e Longina Enogeny. Entre os homens, destacam-se Josiel Inês Donato, Giovane Ezequiel, Joaquim Soares, Moisés Brás, Etelvino José Morais e Vanderley de Paula.

Além de bordados de figuras do período natalino, imagens de frutas, flores, animais são gravadas em chamado “ponto corrente”. “Surpreendente. A maior parte deles não sabia bordar antes de começarem a atividade”, disse Joyciele.

Semanas depois de iniciarem na oficina, os participantes têm seus trabalhos reconhecidos e suas autoestimas resgatadas ou fortalecidas: “Eles fazem e fazem muito bem”, destacam as instrutoras, reforçando um ambiente de harmonia e aprendizado entre eles.

Confira imagens da oficina:

______

Assessoria de comunicação Andorinhas

Fotos: Renato S. M.

SobreAdministrador

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.